W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Tocantins

28.2 km (17.5 miles) SSW of São José, Tocantins, Brazil
Approx. altitude: 279 m (915 ft)
([?] maps: Google MapQuest OpenStreeMap ConfluenceNavigator)
Antipode: 11°N 131°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Quality: good

Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão sul - south view #3: Visão oeste - west view #4: Visão norte - north view #5: Visão leste - east view #6: GPS #7: Parei o carro a 1.400 metros da confluência - I stopped the car 1,400 meters to the confluence #8: Início da caminhada - starting of hike #9: A estradinha passa ao lado de uma represa - the little road passes beside a dam #10: Caminhada até a confluência - hiking up to the confluence #11: Caminhada até a confluência - hiking up to the confluence #12: Cerca no caminho e fim da estradinha, a 280 metros do ponto exato - fence and the end of the little road, 280 meters to the exact point

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  11°S 49°W (visit #3)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

11-ago-2018 -- Na sexta-feira, dia 10 de agosto, à noite, peguei um ônibus em Marabá, com destino a Palmas, com o objetivo de visitar a confluência 11S 49W, uma das últimas confluências ainda remanescentes, dentre as que eu consigo alcançar a partir de minha casa, em viagens de final de semana.

Esta é a segunda vez que eu tento visitar a confluência 11S 49W. Em dezembro de 2013, há quatro anos e meio, durante uma longa viagem de Fortaleza até Lavras, passando por Palmas e Goiânia, eu visitei a minha primeira confluência no estado do Tocantins, a 10S 49W, e tentei visitar a confluência 11S 49W no mesmo dia. Porém, o excesso de chuvas havia deixado a estrada de terra de acesso à confluência intransitável, e eu tive que parar o carro bem distante do ponto exato. Esse imprevisto, e mais o fato de eu ter enfrentado outros trechos muito alagados durante a caminhada, me impediram de chegar ao objetivo.

Desde essa primeira tentativa, eu viajei outras duas vezes para Palmas, partindo de Marabá, mas em ambas as viagens eu busquei diferentes confluências, deixando a confluência 11S 49W sempre como a segunda confluência do dia, a ser visitada se desse tempo. Em março de 2016, eu visitei a confluência 10S 48W. E em janeiro de 2018, eu visitei a confluência 11S 48W. Agora, não havendo mais nenhuma confluência nas proximidades de Palmas além da 11S 49W, faço, finalmente, uma viagem priorizando essa confluência.

Saí de Marabá por volta das 22h30min e cheguei a Palmas por volta do meio-dia do sábado. Tomei um lanche, em substituição ao almoço, aluguei o carro e segui direto para a confluência. Passei pela cidade de Porto Nacional, segui até a rodovia Belém-Brasília, peguei essa rodovia em direção ao sul, passei pela cidade de Santa Rita do Tocantins e, depois de dirigir por cerca de 150km, peguei uma estrada de terra à direita.

A estrada de terra, em seu início, estava com muita poeira, mas as condições melhoraram bastante algum tempo depois. Pelo menos, devido à época do ano, eu tinha certeza de que não encontraria nenhum trecho alagado, como ocorreu em minha tentativa anterior. Segui por 12km por esta estrada e parei o carro no local onde eu deveria pegar uma trilha, em direção à confluência.

Desci do carro e iniciei a caminhada de 1,4 km. O caminho não era exatamente por uma trilha, mas por uma estradinha muito estreita que, teoricamente, até daria para passar de carro. Porém, devido à precariedade da estrada e à pouca distância, eu preferi seguir a pé. Mas, lendo a narrativa do visitante anterior, vemos que ele percorreu todo esse percurso com seu jipe. Conforme ele citou, a estradinha passa ao lado de uma represa e termina em uma cerca, a 280 metros do ponto exato.

Atravessei a cerca e segui sem dificuldade até zerar o GPS. Fiz todo o caminho de volta até Palmas, passando por outro caminho. Ao invés de pegar o acesso para Porto Nacional, como fiz no caminho de ida, segui direto na rodovia Belém-Brasília até Paraíso do Tocantins e só então peguei o acesso para Palmas, onde cheguei já anoitecendo.

Jantei no shopping Capim Dourado, devolvi o carro e peguei o ônibus de volta para Marabá às 21h30min, chegando em casa por volta das 10h30min do domingo.

English

11-Aug-2018 -- Friday, August 10, at night, I caught a bus in Marabá city, heading to Palmas city, capital of Tocantins state, aiming to visit the confluence 11S 49W, one of the last remaining confluences that I can reach from my home, in weekend trips.

This is the second time that I try to visit the confluence 11S 49W. In December 2013, four and a half years ago, during a long trip from Fortaleza to Lavras, passing by Palmas and Goiânia, I visited my first confluence in Tocantins state, the 10S 49W one, and I attempted to visit the confluence 11S 49W in the same day. However, the excess of rain made the dirt road impassable, and I must to left the car very far to the exact point. This fact, and the fact that I faced other very flooded areas during the hike, avoided me to arrive at the point.

Since this first attempt, I travelled two other times to Palmas, departing from Marabá, but in both trips I searched different confluences, leaving the confluence 11S 49W always as a second confluence of the day, to be visited if there was enough time. In March 2016, I visited the confluence 10S 48W. And in January 2018, I visited the confluence 11S 48W. Now, not having any other confluence near Palmas, beside 11S 49W, I make, finally, a trip prioritizing this confluence.

I left Marabá around 22:30 and arrived at Palmas around noon of Saturday. I took a snack, replacing the lunch, I rented a car and headed straight to the confluence. I passed by Porto Nacional city, headed to Belém-Brasília highway, I caught this highway heading to south, I passed by Santa Rita do Tocantins city and, after driving around 150km, I caught a dirt road at right.

The dirt road, at its beginning, was with a lot of dust, but the condition turned much better sometime after. At least, due to the period of the year, I was sure that there wouldn’t be any flooded area, as occurred in my last attempt. I drove by 12km by this road and stopped the car at the place where I would catch a track, going to the confluence.

I left the car and started the 1.2 km long hike. The path wasn’t exactly a track, by a very narrow road that, in theory, is passable by car. However, due to the precariousness of the road and the short distance, I preferred to go on foot. But, reading the narrative of the previous visitor, we realize that he won all this path with his jeep. As he cited, the little road passes beside a dam and ends at a fence, 280 meters to the exact point.

I crossed the fence and hiked easily up to get all GPS zeroes. I made all the way back up to Palmas, passing by other way. Instead of catching the access road to Porto Nacional, as I do when going, I went straight by Belém-Brasília highway up to Paraíso do Tocantins city, and only there I caught the access road to Palmas, where I arrived at the sunset.

I had dinner in Capim Dourado mall, I delivered the car and caught the bus back to Marabá at 21:30, arriving there around 10:30 of Sunday.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão sul - south view
#3: Visão oeste - west view
#4: Visão norte - north view
#5: Visão leste - east view
#6: GPS
#7: Parei o carro a 1.400 metros da confluência - I stopped the car 1,400 meters to the confluence
#8: Início da caminhada - starting of hike
#9: A estradinha passa ao lado de uma represa - the little road passes beside a dam
#10: Caminhada até a confluência - hiking up to the confluence
#11: Caminhada até a confluência - hiking up to the confluence
#12: Cerca no caminho e fim da estradinha, a 280 metros do ponto exato - fence and the end of the little road, 280 meters to the exact point
ALL: All pictures on one page