W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : São Paulo

5.1 km (3.2 miles) SE of Tabapuã, São Paulo, Brazil
Approx. altitude: 556 m (1824 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 21°N 131°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - West view #3: Visão norte - North view #4: Visão leste - East view #5: Visão sul - South view #6: GPS #7: Bela paisagem - Beautiful lansdscape #8: Coleta do látex - Collecting latex #9: Contornando a mata - Skirting the forest #10: Início da estrada de terra - Beginning of dirt road

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  21°S 49°W (visit #3)  

#1: Visão geral - General view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

17-Dez-2011 -- No sábado, 17 de dezembro, eu, minha esposa e meu filho acordamos cedo e partimos para uma nova viagem de visita a confluências. O objetivo era, durante o final de semana, visitar três confluências dispostas no meridiano 49, nos paralelos 21, 22 e 23, localizadas na área central do estado de São Paulo.

Partimos de Poços de Caldas por volta de 8h 30min e fomos direto até a cidade de Catiguá, onde paramos para tomar um lanche e comprar água, já bastante próximos da primeira confluência, a 21S 49W. Percorremos neste primeiro trecho cerca de 350 quilômetros.

A partir de Catiguá, seguimos para a cidade seguinte, Tabapuã, onde a confluência se encontra. Ao analisar previamente as fotos de satélite, vi que havia duas alternativas para se chegar ao ponto. A primeira alternativa parecia ser mais fácil, mais próxima do asfalto, mas dava a impressão de não ser acessível, porque o asfalto e a estrada de terra que dava acesso à confluência estavam separados por um trecho de mata de poucos metros de largura, e não era possível ver se havia comunicação entre eles. Ao visitarmos o local, percebemos que de fato não havia nenhuma comunicação entre o asfalto e a estrada de terra, que fazia parte dos fundos de uma propriedade rural.

Partimos então para a segunda alternativa, por um caminho totalmente diferente, mas que permitia o acesso por carro. Esse caminho envolvia percorrer uma distância maior a partir do asfalto, cruzando um labirinto de pequenos caminhos de terra no meio de um gigantesco canavial. Nas semanas anteriores, choveu muito nesta região, mas, para nossa sorte, a estiagem da última semana secou bastante o solo, e não tivemos problemas com barro.

Após percorrer o trecho em estrada de terra, paramos o carro no final da plantação de cana, de frente para uma mata fechada, a 620 metros do ponto exato. A confluência localizava-se exatamente do outro lado da mata. Para chegar lá, segui o restante do caminho a pé, contornando a mata por uma estradinha. Talvez fosse até possível seguir o restante do percurso de carro, mas preferi ir a pé.

Após uma caminhada de cerca de 1.500 metros, contornando a mata, passando ao lado de duas lagoas e finalmente entrando em um seringal, cheguei ao ponto exato, conseguindo zerar o GPS. Em cada seringueira havia um pequeno balde através do qual era feita a coleta do látex. Conforme citou o inglês que visitou anteriormente esta confluência, trata-se de uma paisagem muito bonita. Aliás, uma característica comum às três confluências que visitei nessa viagem é que em todas elas o trecho final consistiu-se em uma caminhada por belas paisagens, e pela obtenção de todos os zeros do GPS, sem grandes dificuldades.

Após a visita, retornamos pelo mesmo caminho, paramos novamente na cidade de Catiguá para um novo lanche e seguimos viagem em direção ao sul. Esta narrativa continua na visita à confluência 22S49W.

English

17-Dec-2011 -- Saturday, 17 December, I, my wife and my son woke up early and started a new confluence-hunting trip. Our objective was, along the week-end, to visit three confluences located on 49th meridian, in 21, 22 and 23 parallels, located in central area of São Paulo state.

We left Poços de Caldas city about 8:30 and headed straight to Catiguá city, where we stopped to make a snack and buy water, so very close to the first confluence, 21S 49W. This first leg was about 350 kilometers long.

From Catiguá, we headed to the next city, Tabapuã, where lies the confluence. After my previous analysis of satellite photos, I saw that there were two alternatives to go up to the point. The first one looks the easiest, more close to the asphalt, but also looks inaccessible, due to the asphalt and the dirt road that go to the confluence are separated by some meters of forest, and it wasn’t possible to see if there was a communication between them. When visiting the place, in fact, we realized that there isn’t any communication, and the dirt road is located in the background of a rural property.

We went to our second alternative, by a completely different way, which allows access by car. This way is longer, and crosses a maze of small dirt paths inside a huge sugar cane plantation. In previous weeks, it rained a lot in this region, but, to our luck, in the last week it wasn’t rain, and we haven’t any problem with mud.

After crossing the leg on dirt road, we stopped the car at the end of the sugar cane plantation, in front of a dense forest, 620 meters to the exact point. In order to go up there, I followed the remaining distance on foot, skirting the forest by a small road. Maybe it’s possible to make this remaining distance by car, but I preferred go on foot.

After a 1,500 meters long hike, skirting the forest, passing beside two lakes and finally entering in a rubber tree plantation, I arrived at the exact point, getting all GPS zeroes. In each rubber three there is a small can that collects the latex. Like described by the Englishman that visited this confluence before me, it’s a very beautiful landscape. Moreover, a common feature of all three confluences visited in this trip is that in all of them the final leg was a hike in beautiful landscapes, and that in all of them I got all GPS zeroes easily.

After visiting the point, we came back by the same way, stopped again in Catiguá to a new snack and headed in south direction. This narrative continues on 22S 49W.


 All pictures
#1: Visão geral - General view
#2: Visão oeste - West view
#3: Visão norte - North view
#4: Visão leste - East view
#5: Visão sul - South view
#6: GPS
#7: Bela paisagem - Beautiful lansdscape
#8: Coleta do látex - Collecting latex
#9: Contornando a mata - Skirting the forest
#10: Início da estrada de terra - Beginning of dirt road
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)