W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Bahia

5.8 km (3.6 miles) WNW of Pau de Colher, Bahia, Brazil
Approx. altitude: 582 m (1909 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 11°N 139°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visada Leste. East view #3: Visada Sul. South view #4: Visada Oeste. west view #5: GPS #6: Conquistadores. Hunters #7: Localizando a confluência. Locating the confluence #8: Motos dos conquistadores. Hunters´ bikes #9: Estrada do Feijão - BA052. Road BA052 #10: Pôr do sol no Sertão baiano. Sertão baiano sun set

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  11°S 41°W  

#1: Visada Norte. North view

(visited by Jair Sampaio Soares Jr, Cláudio Lima and Danilo Knop)

English

15-set-2012 -- Conquistamos a confluência 11S 41W no sábado, dia 15 de setembro de 2012 às 13 horas e 20 minutos.

O estado da Bahia possui regiões com baixa densidade demográfica e com poucas estradas pavimentadas. Talvez por este motivo ainda existam muitas confluências que ainda não foram visitadas. Como moramos na cidade de Salvador, capital do estado da Bahia, decidimos fazer uma expedição para conquistar as confluências 11S 41W; 11S 42W e 11S 43W. Este texto relata a primeira conquista desta expedição.

Dia 15 de setembro de 2012, saímos de casa às 7 horas da manhã com destino a cidade de Jacobina-BA, que fica a 345 Km da capital baiana. Chegando em Jacobina, abastecemos as motos e seguimos pela rodovia estadual BA-368 e, alguns quilômetros antes de chegar a cidade de Ourolândia, acessamos a esqueda (SW) uma estrada vicinal não pavimentada, onde percorremos mais 6 km até uma cerca de arame farpado que impedia o acaesso à confluência. Estacionamos as motos e procuramos alguém para solicitar autorização para entrar na fazenda. Como não encontramos ninguém, saltamos a cerca e seguimos a pé por mais 900 m até a primeira conquista de confluência desta expedição.

A confluência 11S 41W fica situada na região denominada de Piemonte da Chapada Diamantina, em meio à caatinga (do tupi: ka'a [mata] + tinga [branca] = mata branca), que é o único bioma exclusivamente brasileiro e não pode ser encontrado em nenhum outro lugar do planeta.

A região no entorno desta confluência possui algumas atrações ecoturísticas. Os principais atrativos naturais da região são a “Pingadeira”, um local para banho em águas termais que fica a 6 km da sede do município de Ourolândia. Outro local muito interessante é a “Toca dos Ossos”, que dispõe de diversos quilômetros de cavernas, onde já foram encontrados diversos fósseis de dinossauros que hoje estão expostos no Museu Nacional do Rio de Janeiro. Ainda em meio à caatinga, encontra-se o “Poço Verde”, com suas águas transparentes.

O acesso a confluência 11S 41W é fácil e pode ser feito por veículos comuns, sem a necessidade de roupas ou de equipamentos especiais. Devido ao clima árido da região, recomendamos levar água e protetor solar.

Após registrar a conquista com fotos, seguimos para cidade de Morro do Chapéu onde almoçamos e depois partimos em direção a cidade de Xique-xique, onde pernoitamos para no dia seguinte conquistar a confluência 11S 43W.

English

15-Sep-2012 -- We conquered the confluence 11S 41W on Saturday, 15 September 2012 at 1:20 pm.

The State of Bahia has regions with low population density and with few paved roads. Maybe this is why there are still many confluences which have not yet been visited. As we live in the city of Salvador, capital of Bahia State, we decided to make an expedition to conquer the confluences 11S 41W; 11S 42W and 11S 43W. This paper reports the first achievement of this expedition.

On 15 September 2012 we left the house at 7:00 in the morning with destination the city of Jacobina, Bahia, which is 345 km from the capital of Bahia. Arriving in Jacobina, we catered the bikes and followed the State Highway BA-368 and, a few miles before reaching the town of Ourolândia, we accessed to the left (SW) an unpaved service road that we followed more than 6 km until a barbed wire fence that prevented the access to the confluence. We parked the bikes and were looking for someone to request authorization to enter the farm. As we didn't find anybody, we jumped the fence and followed on foot for over 900 m until the first confluence achievement of this expedition.

The confluence 11S 41W is located in the Piedmont region called the Chapada Diamantina, in the midst of caatinga (from tupi: ka'a [kill] + tinga [White] = white forest), which is the only exclusively Brazilian biome and cannot be found anywhere else on the planet.

The region around this Confluence has some touristic attractions. The main natural attractions of the region are the "Dripping", a place for bathing in thermal waters which is 6 km from the seat of the municipality of Ourolândia. Another very interesting place is the "Toca dos Ossos", that offers several miles of caves, where have been found several dinosaur fossils that are now exposed in the National Museum of Rio de Janeiro. Yet amid the caatinga lies the "Poço Verde" with its transparent waters.

Access to the confluence 11S 41W is easy and can be done by ordinary vehicles, without the need for special equipment or clothing. Due to the arid climate of the region, we recommend taking water and sunscreen.

After registering the conquest with pictures, we went to the city of Brockville where we had lunch and then we set off towards the city of Xique-Xique, where we passed the night for the next day to conquer the confluence 11S 43W.


 All pictures
#1: Visada Norte. North view
#2: Visada Leste. East view
#3: Visada Sul. South view
#4: Visada Oeste. west view
#5: GPS
#6: Conquistadores. Hunters
#7: Localizando a confluência. Locating the confluence
#8: Motos dos conquistadores. Hunters´ bikes
#9: Estrada do Feijão - BA052. Road BA052
#10: Pôr do sol no Sertão baiano. Sertão baiano sun set
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)