W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Minas Gerais

9.4 km (5.8 miles) S of Epaminondas Otoni, Minas Gerais, Brazil
Approx. altitude: 260 m (853 ft)
([?] maps: Google MapQuest OpenStreeMap ConfluenceNavigator)
Antipode: 18°N 139°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Quality: good

Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - west view #3: Visão norte - north view #4: Visão leste - east view #5: Visão sul - south view #6: GPS #7: Paisagem na região da confluência - landscape in confluence region #8: Riacho que eu tive que atravessar - stream that I must to cross #9: Caminhada até a confluência - hiking up to the confluence #10: Início da caminhada - beginning of hike #11: Estrada de terra que dá acesso à confluência - dirt road that goes to the confluence #12: Pedras de granito na BR-418 - granite stones at BR-418 highway

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  18°S 41°W (visit #2)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

12-Jan-2020 -- Esta narrativa é uma continuação da visita à confluência 17S 41W.

Após almoçar em Teófilo Otoni, segui viagem para a segunda confluência do dia. Peguei a BR-418 que liga a cidade ao litoral sul da Bahia. Passei por essa rodovia no Carnaval do ano 2000, há quase vinte anos, quando eu viajei de carro de Belo Horizonte até Porto Seguro. A estrada é marcada por impressionantes pedras de granito, como mostra uma das fotos que publiquei.

Segui pela BR-418 por apenas 51 quilômetros, virei à direita e peguei mais 18 quilômetros de asfalto até a pequena cidade de Ataléia. Atravessei a cidade e peguei uma estrada de terra em boas condições, pela qual segui por mais 13 quilômetros, até parar o carro a 550 metros do ponto exato. Quando eu estava na estrada de terra, a caminho da confluência, o carro marcou 1000 quilômetros rodados desde que eu iniciei a viagem de férias, em Montes Claros.

Desci do carro e vi que, para seguir em direção à confluência, era necessário subir um barranco muito íngreme e com muito mato. Voltei ao carro para analisar as fotos de satélite e percebi que, se eu voltasse um pouco pela estrada, encontraria uma trilha que segue praticamente até a confluência.

Peguei a trilha no local previsto e, de fato, consegui um acesso muito fácil até bem próximo do ponto. Caminhei por 750 metros e me deparei com um riacho relativamente largo. Tentei encontrar um meio de atravessá-lo sem molhar os pés, mas não encontrei. Tive que colocar o pé na água e molhei levemente por dentro do tênis.

Segui caminhando e a trilha me levou a apenas 14 metros do ponto exato. Entrei em uma mata relativamente fechada e consegui zerar o GPS.

Fiz todo o caminho de volta e cheguei a Teófilo Otoni pouco antes do anoitecer, onde passei mais uma noite.

Esta narrativa continua na visita à confluência 18S 42W.

English

12-Jan-2020 -- This narrative continues from 17S 41W.

After having lunch at Teófilo Otoni city, I headed to the second confluence of the day. I caught BR-418 highway that goes to the southern coast of Bahia state. I passed by this highway in Carnival of 2000, almost twenty years ago, when I travelled from Belo Horizonte to Porto Seguro. The highway is marked by amazing granite stones, as I show in one of the published photos.

I headed by BR-418 highway by only 51 kilometers and then I turned right and headed by more 18 kilometers on asphalt road up to the Ataléia small city. I crossed the city and caught a dirt road in good condition, by which I went by more 13 kilometers, up to stop the car 550 meters to the exact point. When I was on dirt road, going to the confluence, the car marked 1000 kilometers since the beginning of my vacations trip, in Montes Claros.

I left the car and saw that, in order to go to the confluence, it would be necessary to climb a steep slope with dense bush. I came back to the car to analyze the satellite photos and realized that, if I came back a bit by the road, I would find a track that follows almost up to the confluence.

I caught the track at the previewed place and, in fact, I got a very easy access up to very near the point. I hiked by 750 meters and faced a relatively wide stream. I tried to find a way of cross the stream with dry foot, but I didn’t managed to do. I must put the foot inside the water and wet slightly inside the tennis.

I headed hiking and the track went up to only 14 meters to the exact point. I entered in a relatively dense forest and got all GPS zeroes.

I made all the way back and arrived at Teófilo Otoni before sunset, where I spent one more night.

This narrative continues on 18S 42W.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão oeste - west view
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste - east view
#5: Visão sul - south view
#6: GPS
#7: Paisagem na região da confluência - landscape in confluence region
#8: Riacho que eu tive que atravessar - stream that I must to cross
#9: Caminhada até a confluência - hiking up to the confluence
#10: Início da caminhada - beginning of hike
#11: Estrada de terra que dá acesso à confluência - dirt road that goes to the confluence
#12: Pedras de granito na BR-418 - granite stones at BR-418 highway
ALL: All pictures on one page