W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Mato Grosso do Sul

2.5 km (1.6 miles) SE of Carumbé, Mato Grosso do Sul, Brazil
Approx. altitude: 399 m (1309 ft)
([?] maps: Google MapQuest OpenStreeMap ConfluenceNavigator)
Antipode: 22°N 125°E

Accuracy: 53 m (173 ft)
Quality: good

Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - west view #3: Visão norte - north view #4: Visão leste e confluência 48 metros adiante - east view and confluence 48 meters ahead #5: Visão sul – south view #6: GPS #7: A estrada de terra passa a 470 metros do ponto exato - the dirt road passes 470 meters to the exact point #8: Confluência 470 metros adiante e espiga de milho encontrada na plantação durante a caminhada - confluence 470 meters ahead and corn cob found in the plantation during the hike

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  22°S 55°W (visit #2)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

19-Sep-2020 -- Esta narrativa é uma continuação da visita à confluência 19S 53W.

Após passarmos três noites na cidade de Bonito, retomamos nossa viagem no sábado, 19 de setembro, por volta das 7 horas, em direção à cidade de Dourados. Para chegar mais rápido à confluência, pegamos a rodovia MS-164, ao invés do caminho direto até Dourados, pela MS-267. Quando chegamos ao trevo da MS-164 com a MS-270, estávamos a apenas 56 quilômetros da fronteira com o Paraguai. Devido à pandemia, porém, essa fronteira está fechada.

Na rodovia MS-270, pouco antes de Dourados, viramos à esquerda e iniciamos o trecho em estrada de terra, de 13 quilômetros. Inicialmente em condições ruins, com muitas pedras, as condições da estrada ficaram muito melhores, embora com alguns trechos de areia, que não impediram a passagem. A estrada passa a apenas 470 metros do ponto exato, mas paramos um pouco antes para que, durante a caminhada, eu não passasse próximo de duas pessoas que estavam trabalhando na plantação de milho dentro da qual eu teria que passar.

Coincidentemente, o trecho final desta confluência é muito parecido com o da confluência 18S 50W, a primeira confluência que visitei nesta viagem. Em ambos os casos, o trecho final consistiu em atravessar uma plantação colhida, que fica entre a estrada de terra e uma área de mata. A diferença é que, no caso da confluência 18S 50W, o ponto exato se localiza ainda dentro da plantação, a 10 metros da mata. Já no caso da confluência atual, o ponto exato se localiza já dentro da mata, a 48 metros da plantação. Como a mata estava bastante fechada, eu não entrei, e registrei a visita no ponto mais próximo possível. O visitante anterior a essa confluência relatou bastante dificuldade em tentar alcançar o ponto exato, inclusive enfrentando um pântano, no qual ele afundou no barro até a cintura.

Após o registro, fiz o caminho de volta até o carro. Embora o milharal estivesse já todo colhido, encontrei algumas espigas com milho no chão, como mostra uma das fotos publicadas. Após voltar para o carro, fizemos o caminho de volta até a rodovia e seguimos viagem até a cidade de Dourados, onde paramos para almoçar.

Esta narrativa continua na visita à confluência 22S 54W.

English

19-Sep-2020 --

This narrative continues from 19S 53W confluence.

After spending three nights at Bonito city, Mato Grosso do Sul state, we resumed our trip at Saturday, September 19, about 7:00, heading to Dourados city. In order to arrive faster to the confluence, we caught MS-164 highway, instead of straight way to Dourados, by MS-267 highway. When we arrived at the intersection between MS-164 highway and MS-270 highway, we are only 56 kilometers to the international line between Brazil and Paraguay. Due to the pandemic, however, this line is currently closed.

At MS-270 highway, a bit before Dourados, we turned left and started the dirt road leg, 13 kilometers long. Initially in bad condition, with a lot of stones, the condition turned much better, although with some legs with sand, whose, however, didn’t avoided the passage. The road passes only 470 meters to the exact point, but we stopped a bit farther in order to, during the hike, I would not pass near two people who was working in the corn plantation where I must pass.

Coincidentally, the final leg of this confluence is very similar to the 18S 50W confluence, the first confluence visited in this trip. In both cases, the final leg consisted in crossing a harvested plantation between the dirt road and a forest area. The difference is that, in 18S 50W confluence, the exact point lies yet in the plantation, 10 meters to the forest. The current confluence, on the other hand, lies in the forest, 48 meters to the plantation. As the forest was very dense, I didn’t enter in it, and registered the visit at the nearest point possible. The previous visitor of this confluence related a lot of hardness in his attempt to reach the exact point, including facing a quagmire in which he bogged in the mud up to the waist.

After registering the visit, I made all the way back to the car. Although the corn plantation was totally harvested, I found some corn cobs on the floor, as showed in one of the published photos. After returning to the car, we made all the way back to the highway and resumed the trip up to Dourados city, where we stopped to have lunch.

This narrative continues on 22S 54W confluence.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão oeste - west view
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste e confluência 48 metros adiante - east view and confluence 48 meters ahead
#5: Visão sul – south view
#6: GPS
#7: A estrada de terra passa a 470 metros do ponto exato - the dirt road passes 470 meters to the exact point
#8: Confluência 470 metros adiante e espiga de milho encontrada na plantação durante a caminhada - confluence 470 meters ahead and corn cob found in the plantation during the hike
ALL: All pictures on one page